Mensagens

Leasing, Factoring e Capital de Risco

Imagem
Lê a apresentação.

1. Supõe que desejas adquirir um automóvel que custa 25.000 €. Identificaste o leasing como boa opção de financiamento e desejas pagar a viatura em 48 meses. 
Determina (faz print screen) a (a) entrada inicial (Sugestão: 5.000 €), o (b) valor do aluguer mensal e o (c) valor residual (Sugestão: 1.000 €). 



2. Caracteriza o leasing.
Operação de financiamento através do qual a empresa locadora cede o locatário (cliente) o direito de utilização de um bem durante um certo tempo, obtendo como contrapartida o pagamento de uma renda.

3. Refere as vantagens do leasing relativamente a outras alternativas de financiamento.
Financiamento (consumo ou investimento) a 100%;
Financiamento de acesso fácil e de rápida análise e decisão;
Simplicidade na tramitação processual;
Rapidez na entrega do bem e liquidação ao fornecedor;
Possibilidade adaptação do reembolso aos fluxos de tesouraria do cliente.

4. Caracteriza o factoring.
"factoring" é um apoio financeiro continuado, através do …

Poupança e Investimento

1. Justifique porque o conteúdo poupança foi abordado conjuntamente com o investimento.
A poupança foi abordado conjuntamente com o investimento porque o investimento é um dos destinos da poupança, ato pela qual se aplica a poupança na actividade  produtiva, através da aquisição de meios de produção, com o objectivo de aumentar a produção dessa economia.

2. Refira o efeito da facilitação do crédito nos anos 90, sobre a taxa de poupança da sociedade portuguesa.
Em 1990 há mais facilidade no acesso ao crédito.

3. Identifique uma opção de poupança perigosa e sem qualquer rendimento.
A opção de poupança perigosa é o entesouramento.

4. Identifique o destino de poupança mais comum.
O destino da poupança mais comum é a aplicação financeira.

5. Identifique a aplicação da poupança que contribui para o aumento da capacidade produtiva.
É o investimento.
6. Explique porque a taxa de lucro deverá ser superior à taxa de juro.
O empresário organiza a actividade produtiva esperando que as receitas das vendas se…
Como exercício de revisão da matéria leccionada no Ponto 6. Rendimentos e repartição dos rendimentos‎, sugere-se uma apresentação com 10 slides. Destes:
5 apresentando conceitos fundamentais5 indicadores da desigualdade na repartição de rendimentos, comparando Portugal com outros países da UE

https://docs.google.com/presentation/d/1dZcfVWR9KAMKLMf0dViM5iNMuU79aiQ7fOiQFsfJWLI/edit?usp=sharing


https://docs.google.com/presentation/d/1dZcfVWR9KAMKLMf0dViM5iNMuU79aiQ7fOiQFsfJWLI/edit?usp=sharing

Desigualdades na repartição dos rendimentos em Portugal e na UE

1. Distingue pobreza de privação material. Recorrendo à imagem no início deste postcalcula quantas pessoas são afectadas pela (a) pobreza; (b) pela privação material; (c) por ambas as situações. 
a) É ter um rendimento abaixo da media (abaixo de 60%).
b) como a proporção da população em que se verificam não ter 3 bens com um cabaz de 9.
c)


2. Refere o subemprego como factor explicativo da pobreza. 



3. Identifica os grupos sociais que correm maior risco de pobreza e exclusão social. 




4. Indica os cinco países da EU com (a) mais e (b) menos população em risco de pobreza, analisando o grupo etário mais jovem (0-17). 
http://www.pordata.pt/Europa/Populacao+em+risco+de+pobreza+total+e+por+grupo+etario+(percentagem)-2331-180821
a) Roménia, Bulgária, Grécia, Hungria, Espanha.
b) Dinamarca, Finlândia, Eslovénia, Republica checa, Países Baixos.

5. Indica os cinco países da EU com (a) mais e (b) menos população em risco de privação material severa, analisando o grupo etário mais jovem (0-17).
http://www.…

Rendimento disponível dos particulares - 2018

1. Distingue rendimento pessoal de rendimento pessoal disponível.

2. Distingue impostos directos de impostos indirectos.
Imposto direito  reflecte-se sobre rendimentos obtidos pelos contribuentes e sobre o património. Imposto indirecto reflecte-se sobre os rendimentos utilizados ou consumos.

3. Distingue as contribuições para a segurança social dos impostos.
AS contribuições para a segurança  social têm uma finalidade específica, não sendo por isso incluídas no Orçamento de Estado.

4. Explica porque motivo a despesa em bens não duradouros é a parcela mais estável do consumo.

5. Utilizando o ficheiro de ajudacalcula:
a) O Rendimento Pessoal; 
b) O Rendimento disponível dos particulares;
c) O Consumo privado;
d) A Poupança;
e) A Taxa de Poupança;
f) As Taxas de crescimento das diversas rubricas. 

https://docs.google.com/spreadsheets/d/1jvHB_ZiKK1bLa1MAMoiLLBWsWpqHVyzyyjbwmPAYT6o/edit?usp=sharing

6. Interpreta os cálculos acima efectuados:
a) Em que ano o rendimento disponível dos particulares (RDP…

A redistribuição dos rendimentos

1. Entre as receitas públicas, identifica e justifica:

a) A que agrava o volume da dívida;  Receitas creditícias, que resultam de meios financeiros fornecidos ao Estado por outros agentes económicos, através de recursos ao credito. O Estado pode não conseguir obter, a partir das taxas, dos impostos e das receitas patrimoniais, todos os rendimentos de que necessita para fazer face às despesas publicas.As contas correntes não devem depender destas, porque aumentam o valor da dívida pública.

b) A que pode significar redução da actividade do Estado na economia; Receita patrimonial, ocorre quando o Estado vende os seus patrimónios, e que negociam com os particulares.

c) A que deverá ser utilizada para financiar despesas correntes. Receitas coactivas,

2. Distingue políticas fiscais de políticas sociais.
As politicas fiscais traduzem-se na criação de impostos sobre bens, serviços e rendimentos. Politicas sociais tem a finalidade de atenuar as desigualdades sociais existentes entre os cidadãos, ga…